domingo, 30 de novembro de 2008

em jeito de postal


Um lenço vintage que resolvi mostrar aproveitando para desejar, a todos os que me visitam, um Bom Natal e um óptimo Ano de 2009.

domingo, 23 de novembro de 2008

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Só mesmo vinda de uma criança...

Definição de Avó

Artigo redigido por uma menina de 8 anos e publicado no Jornal do Cartaxo.

'Uma Avó é uma mulher que não tem filhos, por isso gosta dos filhos dos outros. As Avós não têm nada para fazer, é só estarem ali. Quando nos levam a passear, andam devagar e não pisam as flores bonitas nem as lagartas. Nunca dizem 'Despacha-te!'. Normalmente são gordas, mas mesmo assim conseguem apertar-nos os sapatos. Sabem sempre que a gente quer mais uma fatia de bolo ou uma fatia maior. As Avós usam óculos e às vezes até conseguem tirar os dentes. Quando nos contam historias, nunca saltam bocados e nunca se importam de contar a mesma história várias vezes. As Avós são as únicas pessoas grandes que têm sempre tempo. Não são tão fracas como dizem, apesar de morrerem mais vezes do que nós.
Toda a gente deve fazer o possível por ter uma Avó, sobretudo se não tiver Televisão'.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Poucas, mas sábias!






















Palavras

Felizmente há palavras para tudo. Felizmente que existem algumas que não se esquecerão de recomendar que quem dá deve dar com as duas mãos para que em nenhuma delas fique o que a outras deveria pertencer. Assim como a bondade não tem por que envergonhar de ser bondade, também a justiça não deverá esquecer-se de que é, acima de tudo, restituição, restituição de direitos. Todos eles, começando pelo direito elementar de viver dignamente. Se a mim me mandassem dispor por ordem de precedência a caridade, a justiça e a bondade, daria o primeiro lugar à bondade, o segundo à justiça e o terceiro à caridade. Porque a bondade, por si só, já dispensa a justiça e a caridade, porque a justiça justa já contém em si caridade suficiente. A caridade é o que resta quando não há bondade nem justiça.

Publicado em O Caderno de Saramago

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

E mais uma página se virou!


“Até o começo do século passado, um negro jamais se sentara à mesa de jantar da Casa Branca. Em 1901, o presidente Theodore Roosevelt convidou para a ceia o ex-escravo e então professor Booker T. Washington. Provocou uma onda de protestos de racistas indignados. Agora, o anfitrião pode vir a ser um negro – na verdade, metade branco e metade negro, mas, para os padrões americanos, inteiramente negro.”